STOCK CAR 2019: 6 HOMENS E 1 TÍTULO


por Sergio Milani
A temporada 2019 da Stock Car chega na última etapa com uma disputa aberta pelo título entre 6 pilotos. A partir das 10:10h de domingo (com transmissão pela Rede Globo e Sportv), Daniel Serra, Thiago Camilo, Ricardo Maurício, Rubens Barrichello, Felipe Fraga e Julio Campos largam não somente pela vitória, mas na busca do título de campeão.
Os resultados sofreram algumas mudanças após a decisão do STJD em manter a decisão dos comissários sobre a desclassificação de Ricardo Maurício após sua vitória na 2ª corrida de Goiânia, que havia sido revertida na semana passada. Ainda há uma discussão sobre uma possível ação na justiça comum, o que pode causar algum ruído na situação final.
Disputas a parte, eis a situação de como está o campeonato e o que cada piloto precisa para poder disputar o título. Lembrando que a final tem um formato diferente: ao contrário do resto da temporada, que tem 2 corridas, a etapa de domingo será única, com duração de 40 minutos e 1 parada de box obrigatória, além da pontuação dobrada (o vencedor leva 60 pontos).
1º)Daniel Serra (Eurofarma RC) – 335 pontos
O número 29 chega em Interlagos como favorito para conquistar o tricampeonato. Em uma temporada marcada pela consistência (venceu 1 vez), Serra precisa chegar em 5º lugar (34 pontos) para garantir o título, caso não haja qualquer mudança quanto aos resultados de Goiânia. 
2º) Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – 306 pontos
Em busca de seu primeiro título, Camilo precisa antes de tudo chegar na frente de Serra. O piloto do carro 21 é o maior vencedor da temporada até aqui (5 vitórias) e, caso garanta mais uma, tem que torcer para que o bicampeão chegue em 6º para garantir o triunfo. O melhor caso para ele seria um abandono de Serra e lhe bastaria um 6º lugar para ser o campeão.
3º) Ricardo Maurício (Eurofarma RC) – 292 pontos
O campeão de 2008 e 2013 encontra-se no meio de um fogo cruzado a respeito da desclassificação da 2ª corrida em Goiânia pelo fato da luz de freio não funcionar. Como a disputa judicial promete seguir, Ricardo Maurício não pode contar com o retorno dos 24 pontos (que o colocaria em 2º lugar, com 316 pontos) e tem que contar com uma combinação de resultados. Por exemplo: se vencer, tem que torcer para Daniel Serra não chegar além do 13º lugar e Thiago Camilo não passar do 3º posto.
4º) Rubens Barrichello (Full Time) – 284 pontos
O decano da Stock tem que focar na vitória para conseguir o seu segundo título na categoria (venceu em 2014) e torcer para que seus concorrentes tenham uma péssima prova. A segunda posição ainda lhe permite sonhar, mas a combinação de resultados é complicada: Serra não poderia passar do 17º lugar, Camilo do 7º e Ricardo Maurício, 3º.
5º) Felipe Fraga (Cimed Racing) e Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – 282 pontos
A estes dois, a vitória é a única opção. O campeão de 2016 ainda tem uma vantagem pois tem 1 vitória a mais do que o paranaense (2 x 1). Mas além de vencer, tem que torcer por uma combinação de resultados mais complicada: Serra não pode passar do 18º lugar, Camilo não pode ser mais do que 9º e Ricardo Maurício tem que passar longe do pódio. Dificil? Sim. Mas como diria Fangio, corridas são corridas...
Não são poucos os motivos que fazem a etapa final ser imperdível. Um prato cheio para o fã de automobilismo. E que vença o melhor!

Foto: Duda Bairros/VICAR


Comments