ESPECIAL STOCK CAR BRASIL: O INÍCIO



por Ialdo Belo

A primeira prova da Stock Car Brasil ocorreu em 22 de abril de 1979, no Autódromo de Tarumã, no Rio Grande do Sul, pista de maior velocidade média do país.  A criação da categoria foi a melhor resposta a um antigo anseio de uma comunidade apaixonada por carros de corrida, ou seja, uma categoria de Turismo que unisse desempenho e sofisticação.
O regulamento foi criado para limitar os custos, procurando equilíbrio, sem comprometer as performances dignas das competições internacionais. A primeira edição contou com a presença de 19 carros, todos do modelo Opala com motores de seis cilindros de 4 100cm3., tendo a General Motors como promotora. A pole position da estreia foi do carioca José Carlos Palhares, o Capeta. com o tempo de 1min 23s 00. A prova foi vencida por Affonso Giaffone.
Já naquela primeira temporada, a Stock traria nomes que se consagrariam como gigantes do automobilismo nacional como Paulo Gomes, Zeca Giaffone e um jovem atrevido que mostrava serviço, tanto que depois chegou às pistas da F1, Indy e se consagraria como campeão mundial de Turismo: Raul Boesel. O paranaense apresentou no seu Opala branco um insólito patrocínio do jornal “O Globo” e de cara já foi apelidado de Bozó, célebre personagem de Chico Anizio cujo bordão era “trabalho na Globo”.
Em 1987, a General Motors de uma hora para a outra, deixou deixou de patrocinar a categoria e Giaffone “bancou” sozinho por um ano inteiro, todas as despesas para que o campeonato pudesse ser realizado. Sem dúvida nenhuma, se o Affonso não tivesse tomado essa atitude inusitada, hoje em dia não existiria a Stock Car.
A GM só voltaria a patrocinar a categoria em 1990, mas em 2001 sairia em definitivo. A Stock então passou a ser organizada pela VICAR, status que permanece até hoje.

AMANHÃ: “Os anos Hoffmann"



Comments