BRASILEIRA E BRASILEIROS A CAMINHO


por Wagner Gonzalez
Enquanto a F1 se prepara para o GP do México na expectativa de ver Lewis Hamilton garantir seu sexto título mundial, boa parte da atual safra de pilotos brasileiros com potencial de se consagrar no cenário internacional começou a semana dando passos importantes para a temporada de 2020. A lista começa por Bruna Tomaselli, que foi confirmada para disputar a próxima temporada da W Series, passando por Enzo Fittipaldi, Igor Fraga e João Vieira participando de testes que ajudarão a definir o grid da F3 FIA e a confirmação de Fittipaldi e Felipe Drugovich na lista de inscritos para o Suncity Group Grand Prix of Macau, prova considerada como uma verdadeira copa mundial da F3 Regional.
A catarinense Bruna Tomaselli deu seus primeiros passos no kart, mais exatamente no circuito de São Miguel do Oeste quando tinha apenas sete anos de idade. O apoio da família contribuiu bastante para seu progresso nas pistas e nas últimas temporadas competiu na América do Norte, onde disputou duas temporadas da USF2000, categoria de base do programa Road to Indy, que visa desenvolver o potencial de jovens valores com intenção de disputar a F-Indy.
No início do ano passado, a catarinense de 21 anos participou da seletiva da primeira temporada da W Series, campeonato disputado este ano e aberto a mulheres, mas não foi selecionada. O equipamento padrão da categoria é o chassi Tatuus T-318 que utiliza o motor Alfa Romeo de 270 cv de potência e o câmbio Sadev de seis marchas e pneus Hankook, especificações próximas da F3 Regional. Este ano Bruna foi novamente convidada para disputar a seletiva para preencher as 20 vagas de 2020; doze delas estão reservadas para as 12 melhores do campeonato deste ano e duas serão usadas para wild-cards. No mês passado 40 meninas se inscreveram para disputar uma peneira de 18 nomes, das quais apenas seis foram aprovadas. O calendário terá seis etapas nos autódromos de Assen (Holanda), Brands Hatch (Inglaterra), Hockenheim e Norisring (Alemanha), Misano (Itália) e Zolder (Bélgica) em datas ainda a serem anunciadas.
Com o título de vice-campeão italiano da F3 Regional (torneio conquistado pelo dinamarquês Frederik Vesti), Enzo Fittipaldi marcou presença, ontem, de testes que poderão definir seu programa de 2020. Enzo foi um dos três brasileiros que participaram dos treinos livres da F3 FIA (antiga GP3), que aconteceu no circuito Ricardo Torno, em Valencia (Espanha); os outros dois foram Igor Fraga e João Vieira. Fittipaldi marcou o 12º tempo (1'22"084) no treino da tarde, quando o australiano Oscar Piastri, com outro carro da equipe Prema (a mesma de Enzo) foi o mais rápido com o tempo de 1'21"679.
Igor Fraga ficou em 24º (1'22"513) e João Vieira em 30º e último lugar (1'22"997). Enzo está confirmado na lista de inscritos para o GP de Macau, que acontece entre os dias 14 e 17 de novembro no Circuito da Guia, famoso por suas curvas fechas e pela pista estreita que serpenteia pelas ruas do antigo enclave português localizado na baía de Hong Kong. O paranaense Felipe Drugovich – que este ano disputou a F3 -, também participa dessa prova considerada o campeonato mundial da categoria. O veterano Augusto Farfus está inscrito para disputar a prova de Turismo com um BMW M6 GT3 da equipe oficial da fábrica, o BMW Team Schinitzer.
No último fim de semana, Igor Fraga venceu duas das três provas da rodada final da temporada de F-Regional Europa, evento que foi disputado em Monza. No mesmo traçado, o brasileiro Gianluca Petecof garantiu o vice-campeonato italiano da F-4; o campeão foi o norueguês Dennis Hauger. Assim como Enzo Fittipaldi, o piloto de Alphaville também faz parte da Ferrari Academy, programa apoiado pela Scuderia e focado no desenvolvimento de jovens pilotos.



Comments