quarta-feira, 29 de julho de 2015

UM GIRO RÁPIDO PELAS NOTÍCIAS por Ialdo Belo


ALONSO 3.4

O espanhol completa hoje 34 anos e a pergunta é: será possível Alonso conquistar outro título mundial?
Vai depender do que a McLaren-Honda apresentar para o resto da temporada.
Se repetir o desempenho da Hungria nas outras provas, a equipe poderá ter um carro competitivo já no ano que vem. Em nível de lutar pelo título? Ninguém sabe.
O certo é que aos 34 anos a McLaren será a última equipe do espanhol na F1 e se ele não for campeão nos próximos dois anos deverá fazer como o amigo Webber e procurar outros rumos.

FOGAÇA PAI, FOGAÇA FILHO

Após mais de 20 anos, o ex-campeão da Fórmula Ford e atualmente piloto da F-Truck Djalma Fogaça voltou  sentar no cockpit de um monoposto.
A convite da equipe San Race, Djalma disputou em Interlagos no último final de semana uma corrida pela F1600 e nada poderia ter saído melhor: vitória!
Na etapa de domingo, quem correu no mesmo carro 72 foi seu filho Fabio Fogaça, piloto da Stock Car Brasil e que nunca havia disputado uma prova em monoposto.
Fabinho deu show e cravou a P3 provando que o DNA de campeão corre no sangue da família.

FÓRMULA INTER ESTREARÁ EM AGOSTO

Mais uma categoria surge para incentivar o desenvolvimento do automobilismo brasileiro.
A Fórmula Inter surgiu do zero, a partir do ideal do empresário Marcos Galassi e mais um grupo de pessoas como Claudio Ceregatti e Rui Salles.
Em breve estaremos divulgando os detalhes do projeto, especificações técnicas e calendário de provas.

FÓRMULA VEE PASSA A OFERECER OPÇÃO DE MOTORES DIFERENTES

A categoria realizou testes muito bem sucedidos com motores refrigerados à água que poderão substituir opcionalmente os refrigerados à ar.
Já tem equipe disputando o campeonato desde ano com o novíssimo motor do Fox e a boa notícia é que a troca de motores se dá sem maiores adaptações no chassi.

MORDAÇA

Enquanto no automobilismo internacional cresce o movimento para que os pilotos tenham mais liberdade de expressão, o Brasil vai na contramão ao punir o cinco vezes campeão da Stock Car Cacá Bueno pela crítica, totalmente justificável, pela falha em não receber a bandeirada final na volta certa na etapa de Ribeirão Preto.
Em conversa privada através do rádio com sua equipe, Cacá, de cabeça quente, claro, chamou os dirigentes da CBA de "idiotas". Depois, mais calmo, até aceitou as desculpas da fiscal responsável pelo erro.
O assunto poderia ter sido encerrado por aí, mas a entidade resolveu, a meu ver desnecessariamente, mover ação judicial contra o piloto carioca.
O resultado, absurdo, é que Cacá foi suspenso da próxima etapa e ainda terá que pagar uma multa de R$ 50.000,00.



Nenhum comentário:

Postar um comentário