terça-feira, 28 de julho de 2015

PORQUE NASR RENOVOU COM A SAUBER


por Ialdo Belo

Em Budapeste, durante o último final de semana, Felipe Nasr dava declarações para quem quisesse ouvir de que seria mais uma corrida devido à falta de evolução da Sauber por falta de recursos. Entretanto, estava sorridente por ter o contrato renovado com a equipe.
Muda o cenário: apenas alguns dias antes Nasr era considerado um dos favoritos para ocupar o lugar de Bottas caso este venha a sair da Williams, terceira colocada no Mundial de Construtores neste momento, atrás apenas da Mercedes e da Ferrari.
Por que um piloto que tem um carro limitado não lutaria até o último minuto para mudar para uma das melhores equipes da F1 na atualidade? A resposta é simples: prestem atenção na foto acima.
O Banco do Brasil é o principal patrocinador do time suíço e tem uma visibilidade imensa! A pintura do carro tem as cores da instituição financeira e até o capacete de Marcus Ericsson leva o logo do BB. Ainda por uma feliz coincidência, as cores do BB são similares as da Suécia cujas algumas empresas como a Hello Sweden apoiam o sueco Ericsson. Isso não seria o cenário perfeito para um patrocinador? Seria e por isso não faz sentido para o Banco do Brasil trocar, ainda mais com a exposição que Felipe Nasr vem conseguindo graças às suas ótimas performances nas pistas.
O BB negociou diretamente com a Sauber a renovação do seu contrato e no pacote, Nasr estava incluído.
Graças à renovação e com os pontos conquistados até agora no Mundial que vão lhe garantir uma boa grana para 2016, a equipe de Hinwil está podendo contratar pessoal técnico de alto nível e pensar seriamente numa temporada melhor ainda para o ano que vem. Ao mesmo tempo, Nasr corre sem pressão e pode fazer seu necessário aprendizado sem queimar etapas.
Um último ponto ainda merece ser destacado: é muito difícil, a menos que sejam britânicos, uma equipe ter dois pilotos com a mesma nacionalidade. Este, por exemplo, é um dos maiores empecilhos para a eventual ida de Hulkenberg para a Ferrari, ao mesmo tempo que o transforma no candidato favorito para a vaga de Bottas caso este realmente deixe o time de Sir Frank.
No fim, foi um ótimo negócio tanto para o Banco do Brasil quanto para Felipe Nasr e ainda para a Sauber e, se todos estão felizes, eu também estou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário