quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

O QUE É REAL NA F1 2015 APÓS OS TREINOS EM JEREZ


por Ialdo Belo

Com o início das atividades da F1 2015 em Jerez muitas pessoas estão se perguntando sobre a verdade do que foi visto nas pistas. De um certo modo é justo desconfiar até porque equipes como a Mercedes claramente não mostraram todo o seu potencial. Entretanto, muitas coisas já podem ser tidas como certas e vamos tentar mostrar aqui uma análise isenta do que é real ou não:

FERRARI

Sem dúvida alguma está com uma unidade motriz muito forte. Liderou três dias e ainda deu uma canja para a Sauber, fechando os quatro dias na frente. Isso não dá para dissimular até porque em nenhum momento ambas as equipes tiveram algum problema e nunca andaram no fim do pelotão.
A verdade é que nas conversas do paddock já se comentava antes dos treinos que a Ferrari viria forte. O quão forte ainda é cedo para dizer, mas, certamente, virá infinitamente melhor do que a carroça do ano passado.

MERCEDES

Não se iludam: ainda é a favorita ao título da temporada. Andou de forma consistente, tanto com Hamilton quanto com Rosberg e deixou claro que usou Jerez para um shakedown. Deverá agir diferente a partir do dia 19, nos treinos de Barcelona.

WILLIAMS

Veio bem e continua bem cotada, mas não terá vida fácil com o crescimento da Ferrari. Também deu a impressão de shakedown, o que se justifica já que não enfrenta mais o desespero do início de 2014 quando partiu para o tudo ou nada. Parece ter retomado seu passado de grande equipe e o maior desafio para Felipe Massa estará dentro de casa com o arrojo e a habilidade do excelente Bottas.

SAUBER

A grata surpresa de Jerez. Desempenhos consistentes e positivos com ambos os pilotos. O carro, sem dúvidas, é bem nascido e não terá dificuldades em espantar o fantasma do ano passado, o pior de toda a história da equipe. Pode-se afirmar que estará na briga pelos pontos.

LOTUS

Ainda uma interrogação. Apresentou desempenho mediano e nada mais do que isso. Pode ser que tenha usado Jerez para ajustes finais necessários a uma unidade motriz totalmente diferente dos últimos anos, mas, se continuar assim em Barcelona, não trará muitas esperanças.

TORO ROSSO

Tudo o que foi dito sobre a Lotus vale para a STR, exceto sobre a unidade motriz, e o mais provável é que as duas tenham desempenho semelhante durante a temporada.

RED BULL

Se quis esconder o jogo, escondeu demais! Nem de longe lembrou a equipe tetracampeã e vice do ano passado. As trapalhadas foram tantas que até Kvyat foi para a pista sem a asa dianteira por... falta de peça de reposição! Pela sua equipe técnica, sua verba e sua estrutura, pode e deve melhorar, mas, por enquanto, foi um vexame.

McLAREN

De onde não se espera nada é que... não sai nada mesmo! Que seria difícil, todos já sabiam, mas não precisava ser tão difícil assim. Andou (quando andou) na rabeira com veemência, marcando tempos dignos dos piores dias de HRT, Caterham e Marussia. Terá que remar muito, mas tem estrutura e dinheiro para se recuperar ao menos para a segunda metade da temporada.

FORCE INDIA

A coisa tá feia para a indiada! Não andou em Jerez, é quase certo que não ande em Barcelona e é possível que não largue na Austrália. Dizem que a equipe foi mais uma vítima do "conto do russo", sendo o russo neste caso o famigerado Sergey Sirotkin. Ele mesmo, aquele que prometeu rios de dinheiro para a Sauber e quase quebrou o time suíço. Sem dinheiro, com a sua Kingfisher Airlines falida e o sócio Sahara na cadeia, o indiano Vijay Mallya vai ter que apelar para a "force" mental de Star Wars se quiser continuar na F1.

MANOR

Milagres, para quem acredita neles, podem acontecer até na F1. O boato do momento é que a antiga Marussia teria conseguido um investidor e estará presente no grid da Austrália. O que o Formula i ouviu de pessoas ligadas à equipe é de que até o momento nenhum piloto foi contratado, mas, como a oferta de lugares está escassa, esse seria o menor dos problemas caso o assunto seja levado adiante com a devida seriedade.

GP DA ALEMANHA

Outro assunto dominante nas rodas de conversas em Jerez. Está um disse me disse danado e ninguém tem certeza de nada, mas, ao que aparenta, pode ser mais uma jogada de Mr. Bernie já que os responsáveis de Nurburgring afirmam ter se acertado com o Boss há cerca de duas semanas. De fato, Bernie declarou que não havia nada, mas voltou atrás duas horas depois e disse que ainda há chances.
Aguardem cenas dos próximos capítulos.

4 comentários:

  1. Primeira vez que venho nesse blog, gostei do artigo, interessante mesmo, e concordo com que foi dito. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Eric. Trabalho com a F1 desde 1998, mas sempre escrevendo para publicações estrangeiras. Desde 2012 começamos com o Formula i em paralelo ao trabalho que realizo hoje para a mídia holandesa e a agência de notícias americana AP.
      Suas palavras servem de incentivo a um trabalho que procuramos realizar com muita seriedade e a turma que está aqui é fera: Matheus Jacques é piloto e atual campeão da Fórmula RS, enquanto Tony Moura, sócio da empresa de aditivos STP é uma lenda viva dentre os verdadeiros conhecedores do automobilismo mundial, sendo amigo de lendas como Mario Andretti, Bob Rahal, Emerson Fittipaldi e do inesquecível Ayrton Senna, que sempre se hospedava em sua casa quando estava em Miami.

      Excluir
    2. Muito bom mesmo, sinceramente, fiquei surpreso de ter encontrado esse blog no grupo da F1 Brasil, o nível de discussão la é muito baixo a meu ver, a galera deixa o fanatismo pelos pilotos falar mais alto, desmerecendo outros, vejo que o blog tem uma proposta bem imparcial o que acabou me chamando muito atenção, podem ter certeza que sempre que puder farei uma visita, parabéns pelo trabalho, abraços. ^^

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir