quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

MCLAREN CONFIRMA EM COLETIVA ALONSO E BUTTON. NOTÍCIA TINHA VAZADO ONTEM À NOITE.



por Ialdo Belo

A McLaren Honda acaba de anunciar oficialmente em entrevista coletiva a sua dupla de pilotos para 2015: Fernando Alonso e Jenson Button. A notícia tinha vazado desde a noite de ontem, sendo divulgada através da internet por veículos de prestígio como a BBC e Sky.
É sabido que Button aceitou uma redução no seu salário para permanecer como titular no time, enquanto Kevin Magnussen será provisoriamente o piloto de testes, com tudo indicando sua volta em um futuro próximo.
A equipe de Woking entendeu bem a dura tarefa que enfrentará para desenvolver o carro de 2015 com uma unidade motriz totalmente inédita, embora rumores indiquem que a permanência de Button tenha sido sugerida pela Honda, para quem o inglês já guiou e com quem tem bom relacionamento.
Com essa notícia, todas as vagas para 2015 estão preenchidas no grid da F1.
Abaixo, seguem as declarações oficiais:

Fernando Alonso:

"Eu nunca escondi a minha profunda admiração por Ayrton Senna, meu piloto favorito, o meu ídolo na pista, minha referência.

"Ainda me lembro, quando era criança, os cartazes em meu guarda-roupa, os meus carros de brinquedo em que sonhei que um dia iria imitar Ayrton, e o kart que meu pai construiu para a minha irmã mais velha e que acabei por me apaixonar. Este kart teve a pintura de uma das parcerias mais lendários da história da Fórmula 1, McLaren-Honda, o carro que Ayrton dirigia, a mesma parceria para o qual agora tenho a honra de participar, de participar no próximo campeonato mundial de Fórmula 1.

"Eu estou me juntando a esse projeto com enorme entusiasmo e determinação, sabendo que isso pode exigir algum tempo para alcançar os resultados que estamos buscando, o que não é problema para mim.

"Durante o ano passado eu recebi várias propostas, algumas delas realmente tentadoras, dado o desempenho atual de algumas das equipes que mostraram interesse. Mas, mais do que há um ano atrás, a McLaren-Honda entrou em contato comigo e me pediu para participar, de uma forma muito ativa, no retorno de sua parceria - uma parceria que dominou a cena da Fórmula 1 por tanto tempo.

"A McLaren-Honda repetiu e desejo aberto, perseverança e determinação em fazer o possível para me fazer participar da sua emocionante parceria renovada e esses foram alguns dos principais fatores que me fizeram tomar esta decisão, não esquecendo o fator mais importante de tudo: nós compartilhamos um objetivo e expectativas comuns, e há um futuro muito sólido, com confiança, à frente.

"Eu já tive discussões aprofundadas com todas as pessoas responsáveis, tanto da McLaren e da Honda, eu vi suas instalações fantásticas, tanto no Reino Unido e no Japão, e é claro para mim que, juntas, McLaren e Honda estão começando um processo que é certo para ser uma parceria longa e bem sucedida. E eu pretendo dar 100% de esforço para ajudar a torná-lo exatamente isso.

"Finalmente, quero agradecer a persistência de todos aqueles que lutaram tão duro para isso se tornar realidade. Eu farei tudo ao meu alcance para entregar para todos e para a nossa equipe, com base em uma fórmula que sempre funcionou para mim: esforço, sacrifício, perseverança e fé.

"Nós temos tempo, temos esperanças e nós temos os recursos necessários. Deixar a lenda retornar: esse é o nosso desafio ".

O comunicado oficial da McLaren-Honda

"A McLaren-Honda tem o prazer de anunciar sua nova dupla de pilotos para 2015: Fernando Alonso e Jenson Button. Kevin Magnussen continuará a ser uma parte importante da equipe, como piloto reserva e de testes.

Todos os três homens têm papel importante no restabelecimento da ascendência de uma das uniões mais icônicas do esporte mundial, a McLaren e Honda já formaram uma das parcerias mais dominantes da história do automobilismo: a Honda inovou na década de 1980 através da criação de um motor turbo que foi inigualável, tanto em sua potência quanto em sua eficiência, e, entre 1988 e 1992, a McLaren-Honda ganhou oito campeonatos mundiais e 44 GPs, 53 pole positions e 30 voltas mais rápidas, tudo em apenas 80 grandes prêmios.

Em 1988, a parceria criou sem dúvida o mais bem sucedido carro de Fórmula 1 de todos os tempos: o conquistador McLaren-Honda MP4 / 4, que foi conduzido para a vitória por Ayrton Senna e Alain Prost em incríveis 15 GPs de uma temporada de 16.

A atração apresentada por esses mesmos objetivos mais uma vez trouxe a lendária corporação japonesa de volta para o auge do automobilismo mundial; e, mais uma vez, a empresa, Honda está desenvolvendo o seu novo motor turbo revolucionário em seu novo complexo de instalações de automobilismo construído em Sakura, Japão.

É com esse pano de fundo que McLaren e Honda estão agora comprometendo-se a reconstrução de uma nova e a mais forte possível parceria na Fórmula 1.

O referido Ayrton Senna, na opinião de muitos o maior piloto da história do nosso esporte, ganhou 30 dos 44 grandes prêmios que McLaren e Honda conquistaram juntas entre 1988 e 1992. Ayrton uma vez disse: "Nós não precisamos de mitos. Precisamos de exemplos a serem seguidos - exemplos de coragem, determinação e esperança. Precisamos acreditar que é possível ganhar, e é nosso dever de prosseguir essa crença ".

Todos na McLaren, e na Honda concordam com cada palavra desta observação inspirada, começando com o nosso piloto recém recrutado, Fernando Alonso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário