segunda-feira, 29 de setembro de 2014

UM EXEMPLO PARA OS JOVENS PILOTOS, MATHEUS JACQUES É CAMPEÃO!


por Ialdo Belo

O piloto paulista Matheus Jacques confirmou porque aos 17 anos já é considerado uma das maiores revelações do automobilismo brasileiro de todos os tempos ao conquistar no domingo, dia 28, na cidade uruguaia de Rivera, o campeonato de Fórmula RS Light.
Matheus, que se consagrou ano passado ao se tornar o mais jovem campeão da história da Formula Vee em todo o mundo, fez uma temporada arrazadora em seu ano de estréia na Fórmula RS conquistando o "hat trick" (pole, melhor volta e vitória) em quase todas as etapas, chegando a um ponto em que passou a disputar, e ganhar, posições em cima dos pilotos da categoria principal, com carros mais potentes.
Matheus Jacques tem dois pontos extremamente importantes a seu favor na trilha para uma brilhante carreira no automobilismo: a juventude aliada ao amadurecimento. Quem lê sobre a forma como Jacques traça suas estratégias de corrida mostra-se surpreso ao descobrir que aquilo vem da mente de um jovem que mal completou 17 anos, mas que já se comporta assim desde sua estréia em carros de fórmula com apenas 15 anos. E você tem a oportunidade de sentir-se dentro do carro com Matheus Jacques lendo aqui no Formula i os seus relatos sobre cada prova.
Apesar do talento incontestável, Matheus Jacques ainda precisa lutar muito para conseguir patrocinadores, o que só demonstra a curta visão do empresariado brasileiro que não sabe aproveitar os benefícios, inclusive fiscais, que poderia obter ao apoiar um jovem com futuro tão promissor.
Até o ano passado, Matheus contou com o apoio do grupo Vivo Sabor, mas mudanças estruturais na empresa fizeram com que o contrato não fosse renovado. Surgiu então para esta temporada já na Fórmula RS, a Atheon, cuja verba limitada não cobriria todas as etapas. Por fim, no momento crucial, entrou a rede de supermercados do interior paulista Enxuto, cujo patrocínio permitiu a Matheus alinhar no grid de Rivera para conquistar o título.
Importante frisar neste momento de sucesso que o único responsável pela carreira vitoriosa de Matheus é seu pai Decio Jacques. Decio, um ex-piloto de Turismo, soube tomar as decisões certas nos momentos certos, gerenciando a carreira do filho com rara competência, portanto, que não apareçam agora os "pais da criança" porque realmente quem apoiou, sofreu, fez sacrifícios e transformou os sonhos em realidade tem nome e sobrenome: Decio Jacques!
O que será do futuro de Matheus? Quais são seus planos? Qual o caminho traçado para mais esta conquista? Vamos deixar que ele mesmo conte em breve na sua coluna aqui no Formula i.
Não deixem de ler, será imperdível.

PAGENAUD FECHA COM A PENSKE




por Tony Moura

E o boato virou realidade: pela primeira vez em sua história o Team Penske alinhará quatro carros no grid da Indy Car 2015 e o escolhido para pilotar pela mais tradicional equipe da categoria foi o francês Simon Pagenaud, como acaba de anunciar Roger Penske.
Pagenaud fez uma brilhante temporada este ano terminando na quinta posição no campeonato. Com a sua contratação, Penske acredita que terá quatro pilotos para conquistar vitórias em cada etapa do campeonato: : "Simon Pagenaud é um piloto muito talentoso, focado e determinado. Nós sabemos o quão difícil foi competir contra ele nas últimas temporadas e estamos muito felizes ao dar-lhe as boas vindas ao Team Penske a partir de 2015. Com Simon juntando-se a Will, Helio e Juan, sentimos que teremos quatro pilotos capazes de vencer a cada etapa e aptos a lutar pelo título".
Para Pagenaud, correr pela Penske "é como um sonho".
O contrato envolve vários anos, mas ainda não foram divulgadas informações sobre patrocinadores ou qual número o carro de Simon terá.
Pagenaud homenageou, num gesto muito bonito, nosso Ayrton Senna, ao disputar as 500 milhas de Indianapolis deste ano com um capacete baseado no do genial brasileiro. Após a prova, o capacete foi leiloado e toda a renda obtida foi revertida para o Instituto Ayrton Senna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário