domingo, 10 de agosto de 2014

ASSASSINATO OU ACIDENTE?


por Ialdo Belo

Uma forte comoção tomou conta das redes sociais neste domingo, 10. Um piloto de corrida de apenas 20 anos morreu depois de ser atingido pelo três vezes campeão da NASCAR Tony Stewart.
Não sobraram acusações de “assassinato” já que Kevin Ward Jr. avançou com postura agressiva em direção ao carro de Stewart antes de ser atropelado por este. Também causou indignação a frieza inicial da equipe de Stewart ao afirmar que ele iria disputar a prova de hoje da NASCAR “como se fosse um dia qualquer”.
As autoridades estão investigando o acidente, que ocorreu durante o evento Empire Super Sprints, na pista de terra de Canandaigua, em Nova York. 
Testemunhas relataram que o veterano piloto da NASCAR Stewart atingiu o jovem piloto Kevin Ward Jr. quando este estava andando na pista depois que colidiu com Tony uma volta antes.
Um vídeo que apresenta o incidente foi postado no YouTube na manhã de domingo. 
Um motorista, que se acredita ser Ward, é visto saindo do seu veículo gesticulando com os outros pilotos quando eles passam por ele. O piloto então é subitamente atingido e jogado para o ar. 
Na cena seguinte, os trabalhadores de emergência são vistos correndo em seu auxílio. 
A organização cancelou o restante do Super Sprints rapidamente, enquanto o Departamento do Xerife do Condado de Ontário disse que seus funcionários estão na pista investigando, mas que não veem isso como uma questão criminal. 
O xerife Philip Povero disse que Stewart ficou "visivelmente abalado" e tinha cooperado na investigação. As autoridades estavam pedindo a espectadores e outros para apresentar qualquer vídeo que tenha gravações do acidente. 
“Isto está sendo investigado agora como um acidente na pista e eu não quero inferir que há acusações criminais pendentes", disse Povero. “Quando a investigação estiver concluída, vamos sentar com o promotor e revê-lo. Mas quero deixar bem claro: não há acusações criminais pendentes neste momento ". Stewart, de 42 anos, foi interrogado e liberado. 


De acordo com testemunhas, o carro de Ward foi tirado para fora da corrida por Stewart e Kevin foi atingido pelo tricampeão da Nascar quando este passou pelo mesmo ponto em sua volta seguinte. 
"Foi o que aconteceu na curva 2 - disse Adam Dulski ao jornal USA Today. 
“Uma volta antes, Tony tinha entrado nele - apenas tocou nele, nada grande, só girou em torno dele. Então, ele pulou para fora do carro - o motorista do 13 [Kevin Ward] ... ele pulou para ir gritar e apontar o dedo para Tony, coisa típica de cabeça quente”.
“Tony deu a volta ... a extremidade traseira deslizou para fora, e ele definitivamente pegou - eu não poderia dizer se era com a parte frontal ou na parte traseira do carro... o corpo fez contato com o carro e foi deslizando pela pista, pelo menos, 20 metros. Foi a pior coisa que eu já vi”.
Stewart estava programado para correr novamente no domingo, no Cheez-it 355, mas agora será substituído por Regan Smith, de acordo com o vice-presidente de Competição da equipe de Stewart, Greg Zipadelli. 
Relatórios anteriores de Zipadelli diziam que Stewart iria continuar a correr, apesar da tragédia. A NASCAR disse que não iria impedir Stewart de participar da competição. 
Um porta-voz da equipe de corrida de Stewart chamou a morte de Ward um “trágico acidente”. 
"Nossos pensamentos e orações vão para sua família e amigos", disse o porta-voz em um comunicado. "Nós ainda estamos tentando ver através de todos os detalhes." 
De acordo com seu website, Kevin Ward Jr. corria desde os quatro anos de idade, quando começou no kart. Começou a correr na Sprint Car em 2011e foi eleito o novato do ano em 2012. Este ano era a sua quinta temporada de corridas da Empire Super Sprints. 
Stewart muitas vezes compete em eventos extracurriculares. O multimilionário é conhecido por participar de corridas com bolsas no valor de menos de US$ 3.000 e conduzir ao lado de pilotos de diferentes idades e níveis de talento. 
O acidente de sábado veio quase um ano depois de Stewart sofrer uma fratura exposta na perna direita em uma corrida de sprint car em Iowa. A lesão custou-lhe a segunda metade da temporada da NASCAR. Stewart só voltou a correr em pista de corrida no mês passado, e venceu em seu retorno, no Tri-City Motor Speedway, em Michigan. 
Stewart não foi liberado para voltar a correr até fevereiro, no dia em que a pista foi aberta para os preparativos para a prova de abertura da temporada da NASCAR, a Daytona 500. 
"Todo mundo tem hobbies. Todo mundo tem coisas que eles gostam de fazer quando eles têm tempo de inatividade, e isso é exatamente o que é para mim ", disse ele no mês passado, após o seu regresso às corridas de sprint car. 'Isso é o que eu gosto de fazer quando tenho tempo extra. Eu não acho que haja nada de errado em fazer isso. Eu sinto que há um monte de outras coisas que eu poderia estar fazendo, que são muito mais perigosas e têm maior desperdício do meu tempo livre do que fazer isso."
Apenas algumas horas depois de dizer ao USA Today Sports que o domingo seria “um dia como outro qualquer” e Stewart iria correr como previsto, a equipe mudou o discurso. 
Greg Zipadelli, vice-presidente de competição da Stewart-Haas Racing, anunciou que o três vezes campeão da Sprint Cup não iria disputar a Cheez-It 355, Regan Smith vai correr em seu lugar. 
"É um momento emocional", disse Zipadelli. 
Zipadelli, afirmou que a equipe não iria discutir o incidente da noite passada e que se reuniu com Stewart esta manhã e "sente fortemente que esta é a coisa certa a fazer”. 
“É um momento difícil para ambas as partes . Isto é o que ele acha certo e nós estamos apoiando Tony". 
Abaixo o suposto vídeo do acidente. Informamos que as imagens são muito fortes e podem abalar emocionalmente a quem assistir.



Nenhum comentário:

Postar um comentário