terça-feira, 29 de julho de 2014

É A ESTRATÉGIA, ESTÚPIDO!


por Ialdo Belo

Qualquer um que entenda um mínimo de corridas sabe que os pneus são fundamentais para um bom desempenho. Isto vale para todas as categorias do automobilismo, mas na F1 de hoje o papel deles tem importância ainda maior, visto que dependendo da pista a diferença de um composto macio para um mais duro pode ser de até um segundo e meio!
Quem acompanha a F1 sabe que a diferença entre a pole position e a décima posição pode ser medida em décimos de segundo, então, um segundo e meio por volta numa prova deve representar muita coisa, né?
Pois o "genial" Rob Smedley não pensa assim...
Smedley pode ser "bonzinho", pode gostar do Felipe Massa, mas nunca o vi como um bom estrategista e ainda vou longe: acho que ele é o responsável direto por Massa não conquistar o título de 2008. Para mim, naquele ano, a equipe errou muito mais do que Felipe, que no final foi quem mais saiu perdendo.
Agora, após ser acusado por ambos os pilotos da Williams de ter errado na estratégia dos pneus no GP da Hungria, Smedley saiu com esta pérola: "Não foram os pneus, foi a falta de velocidade do carro." Como é que é? A Williams que é considerado por todos no paddock como o segundo melhor carro do grid, atrás apenas da Mercedes, não é um carro veloz? Sai pra lá!
Massa pode ter tido seus azares, realmente não está dominando o carro como Bottas, mas que a equipe está deixando muito a desejar em estratégia, não tenham dúvidas e tentar justificar com uma desculpa esfarrapada dessas só piora as coisas pois desvia o foco de onde ele deveria estar: na correção dos erros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário