quarta-feira, 23 de abril de 2014

RACHA NO AUTOMOBILISMO: ASSOCIAÇÃO DE PILOTOS DA F1600 DIVULGA MANIFESTO SOBRE PROCESSO MOVIDO PELA FORMULA VEE CONTRA A FASP.


por Ialdo Belo

Recebemos por parte do Sr. Luiz Junior, que se apresentou como piloto e representante dos pilotos da F1600, o manifesto que publicaremos a seguir na íntegra. É mais uma luz que se joga sobre essa terrível situação pelo qual o automobilismo de base está passando.
Nós do Formula i continuamos acreditando numa resolução pacífica que agrade a todos os lados, mas sempre manteremos nossas portas abertas para divulgar, dentro do limite da responsabilidade, o pensamento de ambas as partes.

As informações abaixo são de visão única e exclusiva da associação de pilotos da Fórmula 1600 (F1600).

Os Pilotos que participam do Campeonato Paulista de Velocidade no Asfalto - modalidade F1600 - em face a divulgação do processo 1035307-04.2014.8.26.001, onde o nome da categoria F1600 está incluso, vem a público para esclarecer :
A F1600 é uma categoria pertencente a FASP e não possui dono ou dirigente externo.
Desde a primeira prova do campeonato paulista, em 17 e 18 de Janeiro de 2014, foi criada a Associação dos Pilotos de F1600, única representante dos pilotos participantes junto a FASP, imprensa ou qualquer outro contato e entidade. Todos os pilotos aderiram a Associação. Ninguém além da Associação pode se manifestar em nome dos pilotos da categoria. Essa Associação de Pilotos da F1600 está reconhecida pela FASP, em regulamento próprio da categoria.
Em Janeiro deste ano, em face a oferta de oportunidades para competir no campeonato paulista, os pilotos da Associação escolheram competir na categoria F1600 e acataram seus regulamentos técnico e desportivo.
No total, 29 pilotos (na sua maioria proprietários) participaram das 03 primeiras etapas em Interlagos, com um mínimo de 21 pilotos em cada prova.
Todos os carros estão dentro do regulamento da categoria F1600 da FASP e pertencem aos próprios pilotos ou a oficinas de preparação que não fazem parte deste processo. Também não há nenhum contrato de exclusividade para seu uso e serão inscritos em corridas e campeonatos onde cada um dos proprietários assim julgar oportuno.
Nenhum piloto da nossa Associação esta relacionado no processo.
Nenhuma pessoa, entidade ou empresa que estão citadas no processo fazem parte da Associação.
Os pilotos não recebem nenhuma vantagem, financeira ou não, advinda de empresas e pessoas citadas no referido processo.
Assim sendo, reiteramos nossa posição de trabalhar em prol da categoria F1600 e do automobilismo brasileiro, sem nos envolver com demandas politiqueiras de parte de quem não é proprietário de carros de competição, que não participam de competições automobilísticas e que não estejam ligadas diretamente à F1600 e seus interesses.
Sem mais, 
Associação de Pilotos da Fórmula 1600.

Nenhum comentário:

Postar um comentário