sexta-feira, 21 de março de 2014

CARTA AO AYRTON


por Tony Moura

Querido Beco,
Não tenho certeza, na realidade ninguém tem, se você poderá ler este texto. Mas hoje é teu aniversário e a saudade ainda é muito forte, mesmo vinte anos depois.
Eu tinha que colocar pra fora, expressar para todo o mundo, a alegria que eu e Denise tivemos por termos compartilhado da sua verdadeira amizade. O Beco que conhecemos ia muito além daquele que ficava hospedado em nossa casa sempre que vinha à Miami. Era aquele Beco ainda garotão lá no Guarujá, tímido, doido para ser apresentado àquela menina bonita, que nós sabemos o nome mas não dizemos porque é segredo... Você era muito discreto desde aquela época e segredo é eterno, não é?
Lembra, também, daquela famosa tenista? Pois é: fiz de tudo para você namorar com ela, mas seu coração estava pulsando por outra amiga de Miami, fazer o quê?
E quando você chegava na Carol Shop? Tinha que mandar abaixar as portas porque senão a turba invadia. Daí você subia pro meu escritório e a gente ficava lá, papeando. Vendi a loja e abri um restaurante com o mesmo nome, sabe? Fico imaginando se hoje você não estaria lá com a esposa e os filhos comemorando o seu aniversário conosco e contando o que achou da corrida na Austrália.
Você viu o ex-patrão todo sorridente? Pois é, a McLaren tá voando, nem parece aquele "trator" de 1993. E o blefe que vocês aprontaram juntos? Fingiram que estavam brigando só para que a Marlboro pagasse o salário que você queria. Claro que entrei na história junto com o Emerson quando você "ameaçou" largar a F1 para correr na Indy. Mas eu lembro bem do que você disse após andar no  carro do Emmo. Outro segredo, não dá pra contar.
O importante, querido amigo, é que ninguém te esqueceu, sejam os que tiveram o privilégio de conviver contigo como eu, Denise e Carol, sejam os milhões de fãs espalhados pelo mundo.
Hoje é um dia triste porque você não está aqui, mas alegre porque foi o dia em que você nasceu para trazer tantas alegrias.
Hoje, eu escrevo esta carta, mas quem sabe um dia a gente não se encontra num céu e lá vamos dar continuidade a esta amizade e formar outras com Jim Clark, Chico Landi, Fangio... Já pensou em ter toda a eternidade só para conversar sobre esta paixão chamada automobilismo?
Fica com Deus porque ele sempre olhou por você e deixa que aqui embaixo a gente continuará levando você no coração.
Com carinho,
Tony

Nenhum comentário:

Postar um comentário