terça-feira, 10 de setembro de 2013

MASSA FORA DA FERRARI, MARKO BARRA NASR NA STR


por Ialdo Belo

A divulgação oficial virá amanhã, mas Felipe Massa não é mais piloto da Ferrari. O brasileiro deixa a Scuderia após 8 temporadas, 11 vitórias, 36 pódios, 783 pontos, 15 pole positions e 14 voltas mais rápidas. Felipe foi o piloto que mais tempo permaneceu na equipe italiana e será substituído por Kimi Raikkonen, contratado para a temporada de 2014.
Felipe teve praticamente toda a sua carreira na F1 ligada aos italianos. Contratado pelos Vermelhos, foi emprestado para a Sauber onde estreou em 2002, marcando 4 pontos e terminando a temporada em 13º lugar. Em 2003, foi para a Ferrari como piloto de testes, retornando à equipe suíça nas temporadas de 2004, marcando 12 pontos, e 2005 onde marcou mais 11. Em 2006, voltou para a Ferrari já como titular em substituição a Rubens Barrichello. Obteve uma estréia excelente ao conquistar duas vitórias e terminar o campeonato na 3ª colocação. Em 2007, venceu 3 corridas, marcou 97 pontos e foi decisivo na conquista do campeonato pelo companheiro de equipe Kimi Raikkonen. Em 2008, ano em que foi visivelmente prejudicado pelos erros da Scuderia, perdeu o campeonato por apenas um ponto, na última curva da última prova.
Entretanto, foi a partir de 2009 que a vida de Felipe sofreu seu pior revés: no ano em que a Ferrari construiu seu pior carro dos últimos tempos, Massa marcou apenas dois pontos e ainda sofreu o acidente quase fatal e que para muitos, mudou completamente seu espírito.
A chegada de Fernando Alonso em 2010 não ajudou em nada ao brasileiro. Com ares de prima donna, Alonso reivindicou pra si o posto de primeiro piloto, algo que não existiu nos tempos de Raikkonen. O episódio mais notório foi quando Felipe liderava o GP da Alemanha, exatamente um ano após seu terrível acidente na Hungria, e o mundo inteiro escutou pelo rádio da equipe os gritos de Alonso exigindo para que fosse dada a ordem para Massa abrir passagem. Ela veio numa frase lacônica que jamais será esquecida: "Felipe, Fernando is faster than you". Não era verdade e não havia a mínima necessidade daquela troca de posições, visto que o campeonato àquela altura estava equilibrado.
Daí para a frente todos sabem o que aconteceu: desmoralizado publicamente, Massa entrou numa espiral descendente e passou a ser o último piloto dos times grandes, terminando os campeonatos entre a 6ª e a 7ª colocações.
Uma reação na segunda metade da temporada passada e no início desta trouxeram de volta a esperança de que o Massa guerreiro havia voltado, mas uma série de cinco acidentes consecutivos colocou mais uma vez a sua situação em xeque.
Nas duas últimas provas, Felipe correu bem, mas a decisão por Raikkonen já havia sido tomada pela Ferrari pela simples necessidade de se ter um piloto consistente, o que Kimi provou ser desde seu retorno à F1 pontuando em 26 provas consecutivas e batendo o recorde de Michael Schumacher. É tudo o que a Ferrari precisa para voltar a conquistar o Mundial de Construtores. Além disso, a equipe vê Kimi como uma forma de pressão e motivação para Alonso. Alguns prevêem faíscas, eu prevejo emoções.
O destino de Massa ainda não foi definido, mas existem duas opções viáveis: Lotus e Sauber.
Apesar de ainda existir uma terceira vaga na STR, o Dr. Helmut Marko descartou qualquer possibilidade ao afirmar que a equipe existe para jovens pilotos e que Felipe não se enquadra nesta categoria.
Ao mesmo tempo, Marko revelou que é nula a possibilidade de Felipe Nasr ter um lugar no time e citou especificamente o fato de o brasileiro não ter obtido até o momento nenhuma vitória na GP2.
Assim, a disputa na STR deverá ficar entre o português Antonio Felix da Costa e o espanhol Carlos Sainz Jr.

4 comentários:

  1. Torço pra Massa ficar na Ferrari com Kimi, mas se for pra sair espero que vá pra Lotus!
    Bjkas meninos!

    ResponderExcluir
  2. Esse papo de que Massa perdeu em 2008 por culpa da Ferrari é o mito que todo mundo insiste em divulgar.
    Ele fazia parte da Ferrari. Eles perderam o título tendo o melhor carro. Erros bobos nos Pits, assim como rodadas bobas de Massa sozinho tiraram os pontos que teriam sobrado para eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, o Felipe perdeu o título por um ponto. Lembra da estória dos "pirulitos eletrônicas"? Quantas vezes aquele treco deu errado? Isto só para ficar num exemplo.
      Quando um piloto vai mal, não importa de que país seja, eu vou em cima e aponto os erros, mas em 2008, Massa merecia o título, assim como Hamilton em 2007.
      Abraços e fique a vontade para expressar suas opiniões aqui. Comentários inteligentes são sempre benvindos.

      Excluir