terça-feira, 27 de agosto de 2013

A SILLY QUE NÃO É SILLY

por Ialdo Belo

Todos os anos a F1 é inundada durante esta época do ano pela chamada silly season, a temporada de fofocas e notícias absurdas as quais os fãs já estão acostumados. Entretanto, este ano algumas notícias que a princípio poderiam soar absurdas, estão gerando acontecimentos que podem derrubar a teoria do boato e vir a se tornar realidade.
Vamos a elas:
a)      Kimi na Ferrari - o fato foi notificado pela imprensa finlandesa que, ao contrário da espanhola e da italiana, não costuma fazer sensacionalismo. No decorrer dos dias o Dr. Helmut Marko, homem forte da Red Bull, declarou à imprensa alemã em alto e bom som que a “RBR havia perdido Kimi para a Ferrari”. Além disso, o manager de Raikkonen foi visto nos boxes da Scuderia no último final de semana.
Conclusão: existe sim uma negociação, não é boato.
b)      Alonso na RBR – eu duvido que alguém se lembre do espanhol cumprimentando Vettel após uma vitória deste último. O abraço ao saltar do carro ao fim do GP belga foi muito, muito significativo mesmo. Já no pódio, a expressão de Fernando mandava um recado claro: não sou piloto que se contente com o segundo lugar.
Ao que tudo indica, as relações entre piloto, equipe e os tifosi azedaram de vez, fato mais do que noticiado por aqui várias vezes.
Conclusão: depois de vir conquistando tudo nos últimos quatro anos, a RBR chegou à condição de super potência na F1 e ter dois pilotos de ponta para dominar inteiramente o campeonato, a exemplo do que a McLaren fez no fim dos anos 80 e tentou repetir com Button e Hamilton, é mais do que provável.
c)       A vaga na Lotus – esta sim a grande questão ainda não respondida. A equipe está dando pinta de que está aguardando até o último minuto pela permanência de Kimi, a exemplo do que fez com Kubica. No entanto, se o finlandês sair, a realidade aponta para a contratação de um piloto pelo menos de nível próximo, já que não dá para regredir e contratar uma das “promessas”. Neste caso, se a dupla da Ferrari vir a ser Kimi – Alonso, Felipe Massa e Rubens Barrichello são o que existe de mais próximo do talento de Kimi.
Conclusão: um palpite arriscado, por enquanto, mas nada impossível.
d)      Kimi na McLaren – como o contrato de Button expira este ano, é uma possibilidade. Mas de todas as expostas acima, acho que é a menos provável de ocorrer.
Conclusão: talvez a silliest de todas as sillies.

As cartas estão na mesa. Se o jogo vai acontecer como elas indicam ou não dependerá basicamente dos acertos que serão feitos, mas, definitivamente, esta não é uma silly season qualquer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário